http://www3.ambiente.sp.gov.br/parque-carlos-botelho

Recursos

Principais recursos endógenos, da natureza e da paisagem:

O Mosaico de Unidades de Conservação do Alto Paranapanema é composto pelos Parques Estaduais Carlos Botelho, Nascentes do Paranapanema, Intervales ,  Turístico do Alto Ribeira e Estação Ecológica de Xitué, formando um grande complexo ecológico da Mata Atlântica, que abriga inúmeras espécies em extinção tanto da fauna como da flora, tais como o palmito juçara (Euterpe edulis), o bugio (Allouatta Clamitans), a ”Onça pintada (Panthera onca), a  jacutinga (Aburria jacutinga), a anta (Tapirus terrestris).
Além disso, encontra-se abrigada no Parque a maior população de muriquis ou Mono Carvoeiro (Brachyteles arachnoides), o maior primata das Américas (Fundação Florestal).

Dos aproximadamente 1.200 monos-carvoeiro existentes no Brasil, mais da metade habita as matas do Parque Estadual “Carlos Botelho”. Essa espécie, ao lado de outras como a onça pintada, evidencia o grau de conservação dos ecossistemas abrigados nessa reserva da natureza. É também nesse Parque que se encontra uma das mais significativas populações de jacutinga, ave que vive exclusivamente em matas de serra e que se alimenta, principalmente, de sementes do palmito juçara.

Um passeio no Parque Estadual “Carlos Botelho” propicia o contato direto com a natureza, onde sobrevive uma fauna cuja taxa de diversidade é uma das mais altas no país. Já foram identificadas mais de 220 espécies de aves, número este que, segundo as estimativas científicas, pode chegar a 400. A presença de algumas espécies como o papagaio, o sabiá-cica, o gavião-pomba e o gavião-pega-macaco, também indica a boa conservação das matas.

Com uma área de 37.644 hectares, localizada na região sudoeste do Estado, essa Unidade de Conservação se estende pelos municípios de São Miguel Arcanjo, Capão Bonito e Sete Barras, ocupando as porções territoriais mais altas da Serra de Paranapiacaba, com altitudes de até 975 m acima do nível do mar, e chegando até o Planalto de Guapiara. Morros e morretes de alta declividade determinam a ocorrência de um grande número de rios e cachoeiras.

Ações predatórias, como a extração ilegal do palmito juçara e a caça, causam impactos ambientais graves, e devem ser combatidos através da educação ambiental e do fortalecimento da cadeia produtiva da região.

Amplitude altitudinal – de 70 a 1000 m
Amplitude de temperatura – média de18º e 20ºC
Ecossistema representado – Mata Atlântica

Espécies de fauna e flora

Apresenta uma rica diversidade de animais e plantas, muitos desses ameaçadas de extinção como a jacutinga (Aburria jacutinga), a onça-pintada (Panthera onca), a anta (Tapirus terrestris), e o palmito juçara (Euterpe edulis).

Além disso, encontra-se abrigado no Parque o maior primata das Américas, o muriqui (Brachyteles arachnoides), cuja maior população localiza-se neste Parque.

O Parque Estadual Carlos Botelho que está inserido no Mosaico de Unidades de Conservação do Alto Paranapanema , composto pelo Parques Estaduais , Nascentes do Paranapanema, Intervales e Turístico do Alto Ribeira, e  a Estação Ecológica de Xitué, tem uma série de projetos de pesquisa cientifica em andamento voltados para a fauna e a flora dessas áreas protegidas.