http://www3.ambiente.sp.gov.br/institutodebotanica

Pesquisadores – Núcleo de Pesquisa em Plantas Ornamentais

Dr. Armando Reis Tavares

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1989), mestrado em Fisiologia Bioquímica de Plantas pela Universidade de São Paulo (1996) e doutorado em Agronomia (Horticultura) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2000). Atualmente é pesquisador científico do Instituto de Botânica. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Floricultura, atuando principalmente nos seguintes temas: bromeliaceae, germinação, caesalpinia echinata, crescimento e floricultura. Editor Respons´val pela Revista Hoehnea do Instituto de Botânica.

——————————————————————————————————————————————————–

Dra. Catarina Carvalho Nievola

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (1987), mestrado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade de São Paulo (1997) e doutorado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade de São Paulo (2002). Atualmente é pesquisadora científica do Instituto de Botânica da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo. Tem experiência na área de Botânica, com ênfase em Fisiologia, investigando a influência da temperatura sobre o crescimento in vitro de bromélias. Aborda também temas relacionados ao metabolismo do nitrogênio e fotossintético. Os estudos visam a preservação de espécies ameaçadas de extinção.

——————————————————————————————————————————————————–

Dr. Clóvis José Fernandes de Oliveira Júnior

Possui graduação em Engenharia Agronomica pela Faculdade de Ciencias Agronomicas, Unesp, Botucatu (1991); mestrado em Ciências Biológicas (Botânica) pelo Instituto de Biociências, Unesp, Botucatu (1997) e doutorado em Ciências Biológicas (Botânica) pelo Instituto de Biociências, Universidade de São Paulo (2004). Atualmente é pesquisador científico do Instituto de Botânica, com área de atuação em: Tecnologia da Produção de Plantas Nativas; Agroecologia; Sistemas Agroflorestais. Os estudos em desenvolvimento têm sido dirigidos para o uso economico e sustentável da biodiversidade vegetal. Nestes estudos estão incluídos aspectos das relações produção: consumo: sociedade humana: ambiente natural. Buscando construir conhecimentos para um ecodesenvolvimento em sociedades sustentáveis.

——————————————————————————————————————————————————–

Dr. Domingos Sávio Rodrigues

Possui graduação em Agronomia pela Univ. Federal Rural de Pernambuco(1991), mestrado em Fitotecia pela Escola Sup. de Agricultura Luiz de Queiroz(1996) e doutorado em Agronomia (Agricultura) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho(2001). Atualmente é Pesquisador Científico do Instituto de Botânica, Revisor de periódico da Revista Ceres e Revisor de periódico da Horticultura Brasileira (Impresso). Tem experiência na área de Agronomia. Atuando principalmente nos seguintes temas:ambiente protegido, cobertura de solos, plasticultura, Absorção nutrientes.

——————————————————————————————————————————————————–

Dr. Dr. Francismar Francisco Alves Aguiar

Possui graduação em Engenharia Agronomica pela Universidade Federal de Lavras (1977) e mestrado em Agronomia Fitotecnia pela Universidade de São Paulo (1988). Atualmente é pesquisador científico do Instituto de Botânica. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Produção de Mudas, atuando principalmente nos seguintes temas: produção de plantas ornamentais, crescimento pau-brasil sombreamento, educação ambiental, solo e conservação ex-situ.

——————————————————————————————————————————————————–

Dra. Shoey Kanashiro 

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (1976), mestrado em Fitotecnia pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (1999) e doutorado em Fitotecnia pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (2005). Atualmente é pesquisador científico do Instituto de Botânica. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Floricultura, atuando principalmente na área de fitotecnia e nutrição mineral.

——————————————————————————————————————————————————–

Dra. Vanessa Rebouças dos Santos

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa (2001) e mestrado em Ciências Agrárias (Fisiologia Vegetal) pela Universidade Federal de Viçosa (2003). Doutora em Biologia Vegetal pela UNICAMP (2009). Tem experiência na área de Fisiologia, com ênfase em Fisiologia Geral, pós colheita de flores atuando principalmente nos seguintes temas: STS, STS e sacarose, inibidores de etileno. Propagação, floração e compostos de reserva de Costus arabicus L.

——————————————————————————————————————————————————–

Dra. Vivian Tamaki

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (1993), mestrado em Fisiologia Vegetal pela Universidade de São Paulo (1997) e doutorado em Fisiologia Vegetal pela Universidade de São Paulo (2003). Atualmente é funcionária do Estado de São Paulo ocupando o cargo de Pesquisador Científico do Instituto de Botânica da Secretaria do Meio Ambiente/SP. Tem experiência com cultivo in vitro de Bromeliaceae, estudando, principalmente, nutrição. No Instituto de Botânica vem desenvolvendo pesquisas com conservação de bromélias ameaçadas de extinção, estudando armazenamento de sementes, conservação de plantas in vitro, produção de bromélias in vitro e em casa de vegetação e realocação de plantas em ambientes preservados.

——————————————————————————————————————————————————–