http://www3.ambiente.sp.gov.br/institutodebotanica

Pesquisadores – Núcleo Curadoria do Herbário

Dra. Cíntia Kameyama

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (1986), mestrado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade de São Paulo (1991) e doutorado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade de São Paulo (1997). Atualmente é pesquisador científico do Instituto de Botânica (São Paulo). Tem experiência na área de Botânica, com ênfase em Taxonomia de Fanerógamos especialmente com Acanthaceae.

——————————————————————————————————————————————————–

Dra. Elisabete Aparecida Lopes

Não tem Lattes

 

 

 

——————————————————————————————————————————————————–

Dra. Inês Cordeiro

Inês Cordeiro concluiu o Doutorado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade de São Paulo em 1994. Foi docente da Universidade de São Paulo, na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, no Curso de Ciências Biológicas, entre 1983 e 1987. Atualmente é efetiva do Instituto de Botânica, tendo sido Curadora da Coleção de Fanerógamas do Herbário SP de 1993 até 2007 e docente do Curso de Pós-Graduação “Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente” da Instituição desde 2003. Publicou 39 artigos em periódicos especializados e 39 trabalhos em anais de eventos. Possui 22 capítulos de livros e 7 livros publicados. Possui 41 itens de produção técnica. Participou de 34 eventos no Brasil e 7 no exterior. Orientou 5 Dissertações de Mestrado e 1 de Doutorado como orientador principal e co-orientou um Mestrado e 2 Doutorados, 10 Iniciações Científicas e 5 aperfeiçoamentos na Área de Botânica, orientando atualmente 3 Doutorados e 1 Iniciação Científica. Participou de 12 Defesas de Dissertações de Mestrados e 17 Doutorados. Atua na Área de Botânica, com ênfase em Taxonomia de Fanerógamos. Em suas atividades profissionais interagiu com 57 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. Em seu Currículo Lattes os termos mais frequentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: florística, Euphorbiaceae, taxonomia, Taxonomia de Fanerógamas, Mata Atlântica, Gentianaceae, Ecologia, vegetação, Croton e química.

——————————————————————————————————————————————————–

Dr. Jefferson Prado

Jefferson Prado concluiu o mestrado e doutorado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade de São Paulo em 1989 e 1993, respectivamente. Atualmente é Pesquisador Científico VI do Instituto de Botânica. Atua na área de Botânica, com ênfase em Taxonomia e Filogenia de Samambaias e Licófitas, bem como em Nomenclatura Taxonômica Vegetal. É orientador de Mestrado e Doutorado pela Universidade de São Paulo (Depto. de Botânica). Desde de abril de 2008 é pesquisador associado do The New York Botanical Garden, Institute of Systematic Botany, EUA e desde 2012 é Adjunct Faculty da University of North Carolina Wilmington, EUA.

——————————————————————————————————————————————————–
Dra. Lúcia Rossi

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo(1978), mestrado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade de São Paulo(1987) e doutorado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade de São Paulo(1997). Atualmente é Pesquisador Científico do Instituto de Botânica, Membro de corpo editorial da Revista Brasileira de Botânica, Membro de corpo editorial da Boletim do Instituto de Botânica (São Paulo), Revisor de periódico da Hoehnea (São Paulo), Revisor de periódico da Acta Botanica Brasilica, Revisor de periódico da Boletim do Instituto de Botânica (São Paulo) e Revisor de periódico da Boletim de Botânica (USP). Tem experiência na área de Botânica, com ênfase em Taxonomia Vegetal. Atuando principalmente nos seguintes temas:Thymelaeaceae, Levantamento Florístico, Flora do Brasil.

——————————————————————————————————————————————————–
Dra. Maria Candida Henrique Mamede

Maria Candida Henrique Mamede concluiu o doutorado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade de São Paulo em 1988. Atualmente é Pesquisador Científico VI do Instituto de Botânica e Sócio Efetivo da Sociedade Botânica do Brasil. Publicou 22 artigos em periódicos especializados e 42 trabalhos em anais de eventos. Possui 14 capítulos de livros publicados. Possui 44 itens de produção técnica. Participou de 4 eventos no exterior e 34 no Brasil. Orientou 6 dissertações de mestrado e 4 teses de doutorado, além de ter orientado 5 trabalhos de iniciação científica e 1 trabalho de conclusão de curso nas áreas de Botânica e Recursos Florestais e Engenharia Florestal. Entre 1978 e 2004 participou de 4 projetos de pesquisa, sendo que coordenou 1 destes. Atualmente participa de 7 projetos de pesquisa, sendo que coordena 4 destes. Atua na área de Botânica, com ênfase em Taxonomia de Fanerógamos. Em suas atividades profissionais interagiu com 67 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. Em seu currículo Lattes os termos mais freqüentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Taxonomia, Estado de São Paulo, Mata Atlântica, Florística, Malpighiaceae, Serra da Juréia, Herbários, Coleções científicas, Rubiaceae e Campos rupestres. Gerado pelo Sistema Interlattes CV-Resumé.

——————————————————————————————————————————————————–

Dra. Maria das Graças Lapa Wanderley

Bacharel em Biologia pela Universidade Federal de Pernambuco (1969), com mestrado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade de São Paulo (1984) e doutorado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade de São Paulo (1992). Atualmente é Pesquisador Científico VI do Instituto de Botânica de São Paulo, onde desenvolve pesquisa desde 1976. Ocupou por três mandatos o cargo de Diretora da Divisão de Fitotaxonomia, foi Chefe da Seção de Curadoria do Herbário e curadora do Herbário SP na década de 80 por cerca de seis anos. Atua como um dos coordenadores do Projeto Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo, desde 1996. Atua na área de pesquisa de taxonomia de fanerógamas, desenvolvendo as linhas principais de pesquisa em sistemática e filogenia de Xyridaceae e Bromeliaceae. Atuante na formação de recursos, com vários doutores e mestres formados, além de alunos de Aperfeiçoamento, Iniciação científica e Treinamento Técnico, e dois pós-doutorados realizados sob sua supervisão. É professora orientadora do curso de Pós-Graduação em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente do Instituto de Botânica de São Paulo, professor colaborador do curso de pós-graduação do Museu Paraense Emílio Goeldi e professor orientador (pontual) da Universidade de São Paulo. Obteve vários auxílios de órgãos de fomento, destacando-se o Temático Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo (FAPESP) com apoio do CNPq, além da obtenção de várias bolsas da FAPESP, Capes e CNPq para alunos em diferentes níveis. Fez parte da diretoria da Sociedade Botânica do Brasil duas vezes e participou da comissão organizadora de dois Congressos Nacionais de Botânica, além da organização de outros eventos. Produziu vários artigos científicos em sistemática e áreas correlatas, fruto do trabalho em equipe que desenvolve. Tem participação assídua em congressos nacionais e estrangeiros com várias apresentações de trabalhos científicos. Integra projetos em outras áreas da botânica, como anatomia, palinologia, citogenética e filogenia, contando com parceiros brasileiros e estrangeiros.

——————————————————————————————————————————————————–

Dra. Maria Margarida da Rocha Fiuza de Melo

Maria Margarida da Rocha Fiuza de Melo possui graduação em Agronomia pela Escola de Agronomia da Amazônia (1967), Mestrado (1993) e Doutorado (2000) em Ecologia pela Universidade de São Paulo. Atualmente, é Pesquisador Científico nível VI e Docente do Programa de Pós-Graduação do Instituto de Botânica. Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em Ecologia de Ecossistemas, atuando principalmente nos seguintes temas: Fitossociologia, Demografia de árvores, Florística e Taxonomia de Fanerógamas. Publicou 21 artigos em periódicos especializados e 5 artigos completos em anais de eventos. Possui 13 capítulos de livros publicados. Participou da publicação/organização ou edição de 18 livros. Orientou 4 Dissertações de Mestrado. Co-orientou, extra-oficialmente, 3 Dissertações de Mestrado. Co-orientou, oficialmente, 1 Tese de Doutorado. Orientou 24 estagiários, graduados ou não graduados, na área de Botânica.

——————————————————————————————————————————————————–

Dra. Marie Sugiyama

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de São Carlos(1980), mestrado em Ecologia pela Universidade de São Paulo(1993) e doutorado em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos(2003). Atualmente é Pesquisador Científico IV do Instituto de Botânica e Membro de corpo editorial da Revista Brasileira de Botânica. Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em Ecologia de Ecossistemas. Atuando principalmente nos seguintes temas:Floresta, Restinga, floristica, Fitossociologia, dinâmica.

——————————————————————————————————————————————————–

 Dra. Rosangela Simão Bianchini

Possui graduação em Biologia pela Universidade de São Paulo (1988), mestrado em Ciências Biológicas (1991) e doutorado em Botânica pela Universidade de São Paulo (1998). Atualmente é pesquisador científico VI do Instituto de Botânica e Professor orientador no programa de Pós-Graduação em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente . Tem experiência na área de Botânica, com ênfase em Taxonomia de Fanerógamas, atuando principalmente nos seguintes temas: Convolvulaceae, Asteraceae, Rosaceae, plantas ruderais, florística, Vegetação de Mata Atlântica e flora de São Paulo.

——————————————————————————————————————————————————–

 Dr. Sérgio Romaniuc Neto

Possui doutorado em Biologie Végétale – Muséum National d’Histoire Naturelle (1999) Paris-França, com tese em Taxonomia e Biogeografia de Moraceae. Atualmente é pesquisador científico VI do Instituto de Botânica de São Paulo no Núcleo de Pesquisa do Herbário SP, professor de pós-graduação, coordena projetos e orienta em revisões taxonômicas, levantamentos de flora e estudos biogeográficos. Tem experiência na área de Botânica, com ênfase em Taxonomia de Fanerógamos, atuando principalmente nos seguintes temas: taxonomia, biogeografia, conservação, mata atlântica, flora, biodiversidade e herbário virtual.

——————————————————————————————————————————————————–

Dra. Sonia Aragaki

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (1992) e mestrado em Ciências: Ecossistemas Terrestres e Aquáticos pela Universidade de São Paulo (1997). Atualmente é pesquisador científico do Núcleo de Pesquisa – Curadoria do Herbário de São Paulo, do Instituto de Botânica (SP), desenvolvendo trabalhando com levantamentos florísticos e fitossociologia.

——————————————————————————————————————————————————–